A luz está apagada!

Fundos

PRSV11

 Entrar
Informações Gerais Destaques Análise Comparativa Análise do Administrador Patrimônio do FII Cotações e Mercado Rendimentos Relatórios e Comunicados Comentários Comparativo Notificações

PRSV11

Presidente Vargas

  Escritórios
possui gestão PassivaInvestidores em Geral

O Fundo explora, no segmento de imóveis comerciais, o edifício Torre Boa Vista e o edifício Torre Vargas, ambos localizados na Cidade do Rio de Janeiro, com o intuito de proporcionar aos Cotistas rendimento por meio da locação desses Imóveis.

Resultado do PRSV11 no último exercício:
A Rentabilidade do Fundo no período foi de 3,39%, considerando pagamentos mensais de rendimentos e a reavaliação dos ativos a preço justo.

 Notificações
R$450,00 Cotação (14/Fev/2020) R$2,10 Último Rendimento (21/Fev/2020) 0,45% DY médio (12 meses) 37,51%  Rentabilidade acumulada Rentabilidade (12 meses) R$ 77,0Mi
PATRIMÔNIO LÍQUIDO
R$ 87,8Mi
VALOR DE MERCADO
95º de 100
POSIÇÃO NO IFIX
0,2%
PARTICIPAÇÃO NO IFIX
03/Jan/2011
DATA DE INÍCIO
Indeterminado
PRAZO
1.371
QT DE COTISTAS
195.000
QT DE COTAS
Outras Informações
ÁREA BRUTA LOCÁVEL 19.656 M² VACÂNCIA 9,1 % INADIMPLÊNCIA 0,0 % QUANTIDADE DE IMÓVEIS POR UF RJ2 QT DE COTISTAS 1.371 QT DE COTAS 195.000 PÚBLICO ALVO Investidores em Geral ADMINISTRAÇÃO DO FUNDO
Administrador Bem Distribuidora De Titulos E Valores Mobiliarios Ltda
Gestor Latour Capital Do Brasil Ltda
Auditor Pricewaterhousecoopers Aud Ind
Análise do Administrador
TAXAS DE ADMINISTRAÇÃO E PERFORMANCE
Taxa de Administração R$ 808,1 mil/ano
Taxa de Performance R$ 0,00
Percentual sobre o PL do FII 1,05% a.a.
Custo Anual por Cota R$ 4,14
Estes foram os valores efetivamente recebidos pelo Administrador nos 4 últimos trimestres
CLASSIFICAÇÃO ANBIMA
mandato Renda
segmento Lajes Corporativas
gestão Passiva

Análise do Administrador

A análise abaixo foi elaborada pelo Administrador do Fundo e publicada no último Informe Anual
RESULTADO DO FUNDO NO ÚLTIMO EXERCÍCIO

A Rentabilidade do Fundo no período foi de 3,39%, considerando pagamentos mensais de rendimentos e a reavaliação dos ativos a preço justo.

CONJUNTURA ECONÔMICA DO SEGMENTO DE ATUAÇÃO

Conforme análise apresentada pelo Gestor, o cenário que se desponta para 2019 traçado por um conjunto de projeções macroeconômicas se mostra relativamente positivo, com inflação estável e dentro das metas, a taxa de juros básica da economia indica ausência de flutuações cíclicas para o ano e a melhora no resultado primário das contas públicas sinalizam um ambiente favorável ao crescimento econômico.

As expectativas se evidenciam mais positivas frente à preparação das alterações nas regras previdenciárias ao longo de 2019, porém as previsões para PIB e taxa de câmbio não passarão por modificações significativas.

Entretanto, no ano de 2018 em recuperação fiscal, o estado do Rio de Janeiro teve forte queda no crescimento econômico, principalmente na capital, com isso recomenda-se cautela no atual contexto do mercado imobiliário.

Palco de um dos maiores booms imobiliários do país em anos anteriores, a cidade do RJ é hoje o ponto central de um desequilíbrio econômico e fiscal, com um baixo interesse por novos investimentos e negócios locais se reduzindo num alto volume, a crise atingiu, inevitavelmente, o mercado imobiliário corporativo, tendo como resultado negociações flexíveis em favor dos potenciais locatários.

Localizações como o Centro, Barra da Tijuca e o Porto Maravilha ganharam muitos complexos empresariais nos últimos anos, essas regiões estão entre as principais áreas onde a prática do aluguel zero se tornou alvo de oferta por parte dos locadores, mais comum para os escritórios localizados em edifícios novos e recém-entregues.

A tendência das locações é para acordos a preço fechado, arcando basicamente o inquilino com o pagamento dos custos fixos, incluindo aqui apenas o condomínio e o IPTU.

Contudo, o Rio de Janeiro apresentou a maior absorção líquida em 4 anos.

O mercado fechou o ano com uma absorção acumulada de 53,6 mil m². As devoluções caíram 67% se comparadas com o ano passado, entretanto o volume ocupação foi menor em 2018 do que em 2017. Com a queda no preço de locação pedido o mercado voltou a crescer no 4º trimestre de 2018, porém, estes não foram suficientes para segurar o aumento da vacância provocada nos últimos anos, também é possível notar uma divergência entre o preço pedido e fechado, principalmente nas regiões do Centro e do Porto.

O Centro foi o destaque do ano em ocupações, mas o destaque do 4º trimestre ficou para as regiões da Barra da Tijuca e Zona Sul que, juntas, receberam 50% da absorção bruta do Rio de Janeiro.

A taxa de vacância para as Lajes Corporativas do Tipo B ficou 37% na região do Centro, acima da média de 33% do mercado total do Rio de Janeiro, contudo o F II Presidente Vargas, com 2 imóveis Tipo B no centro da cidade, Torre Boavista e Torre Vargas 914, que somam um total de 18.143 m2 de área privativa, possui uma desocupação de 2.625 m2, taxa de vacância de apenas 14,4% vis-à-vis a região do Centro e do total da cidade do RJ.

Fonte: First Look - Jones Lang Lasalle/Market Report - Colliers International

PERSPECTIVA PARA O PERÍODO SEGUINTE

Não há perspectiva de aquisição de novos imóveis ou alienação dos imóveis existentes, considerando que, nos termos do artigo 3º do Regulamento do Fundo, o seu objetivo é a exploração dos dos imóveis que compõe a carteira do Fundo (Torre Boa Vista e Torre Vargas), ambos já adquiridos no ano de 2010.

Relatórios Especiais

Gostaria de ter a opinião de um especialista renomado sobre os Fundos Imobiliários? Nós temos uma recomendação para te ajudar a tirar maior proveito dos FIIs.

Relatório Semanal desmistificandoFII

Análise Comparativa do PRSV11

A Análise Comparativa do mundoFII contextualiza os principais indicadores dos Fundos Imobiliários, confrontando cada um deles com as médias da categoria do FII analisado. Assim fica muito mais fácil para você ponderar essas informações.

ir para a análise comparativa do PRSV11

Patrimônio do PRSV11

O Patrimônio Líquido do Fundo é de R$ 77,0Mi e está distribuido conforme abaixo

R$ 76,2Mi imóveis para aluguelR$ 139,2mil total mantido para liquidez(R$ 276,4mil) Passivo
Imóveis Para Aluguel
nome do imóvelufmapaablunidadesvacância1inadimplência2pesoreceita mensal
Edifício Torre Boa VistaRJ12.845 m²2114,00%14,14,14,14,140,00%0,0,0,0,067,71%R$ 469,5mil
Edifício Torre VargasRJ6.812 m²150,00%0,0,0,0,00,00%0,0,0,0,032,29%R$ 224,0mil

Cotações e Mercado

$

Cotação Atual

Valor Data Variação 1 ano
R$ 450,00 14/Fev 32,35%
MENOR COT 12 MESES R$ 328,00 (28/Mar/2019)
MAIOR COT 12 MESES R$ 460,00 (09/Jan/2020)
1,14 P/VP 5 Negócios/dia R$ 99,8mil Volume/dia
R$ 0,00 Amort. 1 ano 37,51% Rentabilidade 12 meses

Rendimentos

Último Rendimento

Valor DY Data Base Data Pgmto
R$ 2,10 0,47% 12/Fev 21/Fev
R$ 24,42 Rend. Acum. 12 meses 5,84% DY 12 meses
R$ 2,03 Rend. médio 12 meses 0,45% DY Médio

Últimos Comunicados de PRSV11

Informe Trimestral
12/Fev/2020
Informe Mensal
12/Fev/2020
Informe Anual
29/Mar/2019
Fato Relevante
08/Nov/2018
Regulamento
26/Out/2016
Data Comunicado Exibir
12/Fev/2020 Rendimentos e Amortizações
Aviso aos Cotistas
12/Fev/2020 Rentabilidade
Outras Informações
12/Fev/2020 Informe Trimestral
Informes Periódicos
12/Fev/2020 Informe Mensal
Informes Periódicos
06/Mai/2019 AGO - Ata da Assembleia
Assembleia
26/Abr/2019 AGO - Sumário das Decisões
Assembleia
29/Mar/2019 Informe Anual
Informes Periódicos
25/Mar/2019 AGO - Edital de Convocação
Assembleia
21/Mar/2019 Demonstrações Financeiras
Informes Periódicos
08/Nov/2018 Fato Relevante
Fato Relevante
29/Mar/2018 AGO - Outros Documentos
Assembleia
29/Mar/2018 Outros Relatórios
Relatórios
20/Set/2017 AGE - Ata da Assembleia
Assembleia
12/Set/2017 AGE - Sumário das Decisões
Assembleia
29/Ago/2017 AGE - Edital de Convocação
Assembleia
29/Ago/2017 AGE - Proposta do Administrador
Assembleia
28/Mar/2017 AGO - Proposta do Administrador
Assembleia
12/Dez/2016 Aviso aos Cotistas
Aviso aos Cotistas
26/Out/2016 AGO/E - Ata da Assembleia
Assembleia
26/Out/2016 Regulamento
Regulamento
28/Set/2016 Instrumento Particular de Alteração do Regulamento
Atos de Deliberação do Administrador
29/Ago/2016 Informe Semestral - DFC e Relatório do Administrador
Informes Periódicos

Comentários sobre PRSV11

Comentários sobre PRSV11

Comentários sobre PRSV11