A luz está apagada!

Fundos

KNRI11

face Usuário Relatórios Especiais
Informações Gerais Destaques Análise Comparativa Análise do Administrador Patrimônio do FII Cotações e Mercado Rendimentos Relatórios e Comunicados Comentários Comparativo

Informações Gerais

Cotação (14/out) R$ 1.123,58 KNRI11 Híbrido

Kinea Renda Imobiliária

DESCRIÇÃO GERAL DO FUNDO

Exploração comercial de empreendimentos comerciais e centros de distribuição preferencialmente prontos ou em construção, via aquisição de unidades autônomas ou da totalidade de um empreendimento, para locação ou arrendamento. Também poderão compor a carteira do Fundo pontos de varejo, tais como lojas ou agências bancárias.

Taxas do Fundo
● Taxa de administração e gestão: 1,25% a.a.
Híbridopossui gestão AtivaInvestidores em Geral comentários

PATRIMÔNIO LÍQUIDO
R$ 3,6 bilhões
VALOR DE MERCADO
R$ 3,9Bi
P/VP
1,11
POSIÇÃO NO IFIX
1º de 100
PARTICIPAÇÃO NO IFIX
6,8%
DATA DE INÍCIO
11/Ago/2010
PRAZO
Indeterminado
QT DE COTISTAS
114.154
QT DE COTAS
23.600.802
Outras Informações
ÁREA BRUTA LOCÁVEL 561.493 M² VACÂNCIA 0,3 % INADIMPLÊNCIA 0,1 % QUANTIDADE DE IMÓVEIS POR UF SP11RJ4MG2 QT DE COTISTAS 114.154 QT DE COTAS 23.600.802 PÚBLICO ALVO Investidores em Geral ADMINISTRAÇÃO DO FUNDO
Administrador Intrag Dtvm Ltda
Gestor Kinea Investimentos Ltda
Auditor Pricewaterhousecoopers Auditores Independentes
Análise do Administrador
TAXAS DE ADMINISTRAÇÃO E PERFORMANCE
Taxa de Administração R$ 30,3 milhões/ano
Taxa de Performance R$ 0,00
Percentual sobre o PL do FII 0,85% a.a.
Custo Anual por Cota R$ 1,28
Estes foram os valores efetivamente recebidos pelo Administrador nos 4 últimos trimestres
CLASSIFICAÇÃO ANBIMA
mandato Renda
segmento Híbrido
gestão Ativa

Análise do Administrador

A análise abaixo foi elaborada pelo Administrador do Fundo e publicada no último Informe Anual
RESULTADO DO FUNDO NO ÚLTIMO EXERCÍCIO

Os resultados apresentados pelo Fundo estão em linha com a nossa expectativa levando em conta a conjuntura econômica nacional bem como o momento do setor imobiliário descrito no item 4.2

CONJUNTURA ECONÔMICA DO SEGMENTO DE ATUAÇÃO

Após alguns anos de um mercado mais desafiador, a melhoria dos parâmetros macroeconômicos aliada à uma menor entrega de novos produtos, darão suporte a retomada do mercado imobiliário para os próximos anos com consequente impacto positivos nos principais indicadores de mercado como por exemplo vacância e preços pedidos Além de concentrarem a maior população e atividade econômica, as cidades de São Paulo e do Rio de Janeiro são os maiores mercados imobiliários do Brasil, com aproximadamente 7,7 milhões e 3,3 milhões de m² de ABL respectivamente, se considerarmos o estoque classe AAA, A e B de escritórios de todas as regiões e de 11,6 milhões 2,4 milhões de m² de ABL se considerarmos o mercado de logística no estado de São Paulo e Rio de Janeiro respectivamente.

O mercado de escritórios da cidade de São Paulo atingiu valores mínimos de locação no 1º trimestre de 2018 após um período de queda, desestimulando os incorporadores à iniciarem novos projetos e adiando o ciclo das entregas previstas para os próximos semestres.

A redução do novo estoque aliado à recuperação da absorção tem gerado um impacto positivo na retomada dos níveis saudáveis de vacância e consequentemente no aumento dos valores, já sutilmente observado em determinadas regiões da cidade como por exemplo Paulista, Faria Lima e Itaim.Já no segmento logístico de São Paulo, a busca pela otimização dos espaços ocupados pelas empresas ocasionou grande devolução de áreas com especificação técnica inferiores e a ocupação de área menores e mais eficientes em empreendimentos mais modernos e mais próximos dos centros de consumo, que aliado a entrega de novos estoques impactou a taxa de vacância, que apresentou um aumento nos últimos anos, bem como os preços praticados.

A partir de 3º trimestre de 2018, a taxa de vacância apontou um processo de retomada de mercado registrando uma pequena redução, ainda sem reflexos relevantes nos valores pedidos.

O mercado de escritórios na cidade do Rio de Janeiro que historicamente sempre apresentou taxas de vacância muito baixas, porém com um mercado muito concentrado em poucos setores, atingiu patamares recordes de vacância no final do ano de 2017, grande parte em consequência da desaceleração do setor de óleo e gás e a crise no setor público, que afetou também toda a cadeia de setores relacionados.

Apesar dos desafios e do momento favorável para as empresas renegociarem seus contratos ou realizarem uma mudança para espaços melhores e mais eficientes, o mercado tem mostrado sinais de estabilização dos preços de locação, principalmente em regiões mais demandadas como por exemplo a Zona Sul.

No segmento logístico do Rio de Janeiro, apesar da absorção líquida ter se mantido acima da média dos últimos anos, o grande volume de novas entregas superou a demanda e fez com que a taxa de vacância sofresse um aumento significativo com impactos negativos nos preços praticados.

PERSPECTIVA PARA O PERÍODO SEGUINTE

Para o próximo período, nossa expectativa é de seguirmos focados na alocação do caixa captado através da 6ª Emissão, manutenção dos inquilinos atuais, diminuição dos níveis de vacância do Fundo, conforme perspectiva econômica apresentada acima bem como a constante manutenção e atualização física dos imóveis que compõem a carteira do Fundo de modo a mantê-los competitivos em relação à concorrência.

Destaques

Comentário do Gestor
02/Out/2019 Exibir Documento Em Setembro/19 foram concluídas duas novas locações para a carteira do Fundo. A primeira se refere a um andar do Ed. São Luiz para a GD Solar, empresa brasileira que projeta, implementa e gera energia elétrica por meio de usinas fotovoltaicas. Adicionalmente, tivemos a locação de um andar do Edifício Boulevard Corporate Tower para uma renomada empresa do setor de tecnologia.

Temos observado que o segmento corporativo do Rio de Janeiro e algumas regiões do segmento de logística de São Paulo vêm apresentando um ritmo de recuperação mais lento do que o previsto, retardando assim a curva de absorção esperada para o portfólio do Fundo nestes mercados.
Comentário do Gestor
03/Set/2019 Exibir Documento O Fundo efetuou a locação da área vaga existente no imóvel Jundiaí Industrial Parks para a empresa do setor alimentício Kisabor. Por outro lado, foi recebido aviso de desocupação de 12.283 m² no empreendimento Global Jundiaí pela empresa Prime Logística.
Aquisição de Imóvel
23/Ago/2019 Exibir Documento Aquisição de 2 terrenos na Cidade de Cabreúva/SP, pelo valor de R$ 87 milhões, para construção de centro logístico na modalidade built to suit. A referida aquisição está sujeita à conclusão satisfatória de determinadas condições precedentes. A aquisição não impactará a distribuição de rendimentos do Fundo.

A aquisição do Imóvel apresenta-se oportuna pois permite expandir o portfólio do Fundo em um dos principais eixos de logística do estado de São Paulo. A referida aquisição agregará ainda a carteira do Fundo um centro logístico com especificações técnicas de 1ª linha, ocupado por renomada empresa do segmento de varejo através de um contrato de locação de longo prazo.

Relatórios Especiais

Gostaria de ter a opinião de um especialista renomado sobre os Fundos Imobiliários? Nós temos uma recomendação para te ajudar a tirar maior proveito dos FIIs.

Relatório Semanal desmistificandoFII

Análise Comparativa do KNRI11

A Análise Comparativa do mundoFII contextualiza os principais indicadores dos Fundos Imobiliários, confrontando cada um deles com as médias da categoria do FII analisado. Assim fica muito mais fácil para você ponderar essas informações.

ir para a análise comparativa do KNRI11

Patrimônio do KNRI11

O Patrimônio Líquido do Fundo é de R$ 3,6 bilhões e está distribuido conforme abaixo

R$ 2,8Bi imóveis para aluguelR$ 519,8Mi LCIR$ 298,9Mi total mantido para liquidezR$ 2,7Mi outros(R$ 64,5Mi) Passivo
Imóveis Para Aluguel
nome do imóvelufmapaablunidadesvacância1inadimplência2pesoreceita mensal
CD BandeirantesSP99.279 m²10,00%0,0,0,0,00,00%0,0,0,0,010,41%R$ 1,9Mi
CD Pouso AlegreMG87.750 m²10,00%0,0,0,0,00,00%0,0,0,0,010,37%R$ 1,9Mi
Edifício Diogo MoreiraSP12.105 m²10,00%00,00%08,97%R$ 1,6Mi
Edifício Lagoa CorporateRJ11.687 m²263,26%5,4,4,4,30,00%9,8,0,0,08,24%R$ 1,5Mi
CD Santa CruzRJ64.860 m²10,00%0,0,00,00%0,0,07,93%R$ 1,4Mi
CD Mogi das CruzesSP69.113 m²10,00%0,0,0,0,00,00%0,0,0,0,07,60%R$ 1,4Mi
Boulevard Corporate TowerMG15.620 m²520,21%0,0,00,00%0,0,06,16%R$ 1,1Mi
Jundiaí Industrial ParkSP75.976 m²21,15%1,1,1,1,10,00%0,0,0,0,05,45%R$ 989,4mil
CD ItaquaSP30.698 m²10,00%0,0,0,0,00,00%0,0,0,0,04,65%R$ 844,5mil
Botafogo Trade CenterRJ8.083 m²130,55%1,1,1,1,10,00%0,0,0,0,04,01%R$ 727,3mil
Global JundiaíSP41.468 m²310,73%1,1,1,1,10,00%0,0,0,0,03,45%R$ 625,8mil
Edifício MadisonSP8.432 m²130,00%0,0,0,0,00,00%0,0,0,0,02,97%R$ 540,1mil
Edifício Bela PaulistaSP6.521 m²140,00%1,0,0,0,00,00%0,0,0,0,02,79%R$ 507,1mil
Edifício AthenasSP6.230 m²250,00%0,0,0,0,00,00%0,0,0,0,02,28%R$ 414,1mil
Edifício Joaquim FlorianoSP3.197 m²130,00%0,0,0,0,015,10%16,16,16,16,151,64%R$ 298,6mil
Buenos Aires CorporateRJ6.876 m²112,32%2,2,3,3,20,00%0,0,0,0,01,22%R$ 221,7mil
Pib SumaréSP13.600 m²10,00%1,1,1,0,00,00%0,0,0,0,00,00%R$ 0,0
LCI - Letras de Crédito Imobiliário
emissorquantidadevencimentovalor
CAIXA ECONOMICA FEDERAL - CEF12022-04-01R$ 50,7Mi
BCO RODOBENS SA45.0002028-03-27R$ 45,0Mi
BCO RODOBENS SA25.0002022-09-12R$ 25,1Mi
BCO RODOBENS SA20.0562022-08-22R$ 20,0Mi

Cotações e Mercado

$

Cotação Atual

Valor Data Variação 1 ano
R$ 167,00 18/Out 12,87%
MENOR COT 12 MESES R$ 145,55 (19/Dez/2018)
MAIOR COT 12 MESES R$ 168,03 (16/Out/2019)
1,11 P/VP 2.682 Negócios/dia R$ 7,8Mi Volume/dia
R$ 0,00 Amort. 1 ano 18,90% Rentabilidade 12 meses

Rendimentos

Último Rendimento

Valor DY Data Base Data Pgmto
R$ 0,74 0,44% 30/Set 14/Out
R$ 8,96 Rend. Acum. 12 meses 5,37% DY 12 meses
R$ 0,75 Rend. médio 12 meses 0,45% DY Médio

Últimos Comunicados de KNRI11

Informe Mensal
15/Out/2019
Relatorio Gerencial
02/Out/2019
Informe Anual
27/Set/2019
Fato Relevante
23/Ago/2019
Informe Trimestral
14/Ago/2019
Regulamento
11/Mai/2017
Data Comunicado Exibir
15/Out/2019 Informe Mensal
14/Out/2019 Rentabilidade
02/Out/2019 Relatorio Gerencial
30/Set/2019 Aviso aos Cotistas
27/Set/2019 Informe Anual
17/Set/2019 AGO - Edital de Convocacao
06/Set/2019 Demonstracoes Financeiras
23/Ago/2019 Fato Relevante
21/Ago/2019 Laudo Avaliacao
14/Ago/2019 Informe Trimestral
30/Jul/2019 Comunicado nao Fato Relevante
03/Jul/2019 Anuncio Encerramento Distribuicao de Cotas
02/Jul/2019 Outros Documentos
07/Jan/2019 Prospecto Distribuicao Cotas
07/Jan/2019 Anuncio de Inicio de Distribuicao de Cotas
01/Nov/2018 AGE - Ata da Assembleia
22/Out/2018 AGO - Ata da Assembleia
17/Out/2018 AGE - Proposta da Administradora
17/Out/2018 AGE - Edital de Convocacao
27/Dez/2017 Esclarecimentos de consulta B3 / CVM
24/Out/2017 AGO - Resumo das Deliberacoes
24/Out/2017 AGO - Outros Documentos
25/Mai/2017 Prospecto Distribuicao Cotas- Definitivo
19/Mai/2017 Comunicado ao Mercado
11/Mai/2017 Regulamento
11/Mai/2017 Instrumento Part. Alteracao Regulamento
28/Mar/2017 AGE - Resumo das Deliberacoes
31/Jan/2017 DISTRIBUICAO DE RENDIMENTO
05/Dez/2016 AGO/E - Ata da Assembleia
28/Nov/2016 AGO/E - Resumo das Deliberacoes
31/Ago/2016 Informe Semestral - DFC e Rel Adm.

Comentários sobre KNRI11

Comentários sobre KNRI11