A luz está apagada!

Fundos

GGRC11

face Usuário
Informações Gerais Análise do Administrador Patrimônio do FII Cotações e Mercado Rendimentos Relatórios e Comunicados Comentários Comparativo

Informações Gerais

GGRC11 Galpões Logísticos

GGR Covepi Renda

DESCRIÇÃO GERAL DO FUNDO

O objetivo do fundo é a realização de investimentos em imóveis, exclusivamente comerciais, destinados à locação atípica (built to suit, retrofit ou sale & leaseback), prioritariamente nos segmentos industrial e logístico.

Taxa de Administração:1,10% a.a.
Galpões Logísticospossui gestão AtivaInvestidores em Geral

PATRIMÔNIO LÍQUIDO
R$ 765,7Mi
VALOR DE MERCADO
R$ 863,9Mi
P/VP
1,13
POSIÇÃO NO IFIX
12º de 92
PARTICIPAÇÃO NO IFIX
2,2%
DATA DE INÍCIO
11/Jan/2017
PRAZO
Indeterminado
QT DE COTISTAS
45.394
QT DE COTAS
6.503.028
Destaques
Aquisição de Imóvel
04/Jul/2019 Exibir Documento O Fundo adquiriu um galpão logístico pelo valor de R$ 54 milhões. parte do imóvel encontra-se alugado pelo valor mensal de R$ 426 mil.
O impacto previsto no rendimento mensal é de R$ 0,06 por cota.
Outras Informações
ÁREA BRUTA LOCÁVEL 625.369 M² VACÂNCIA 0,0 % INADIMPLÊNCIA 0,0 % QUANTIDADE DE IMÓVEIS POR UF PR4SP3GO2SC1MT1PB1MG1RS1 QT DE COTISTAS 45.394 QT DE COTAS 6.503.028 PÚBLICO ALVO Investidores em Geral ADMINISTRAÇÃO DO FUNDO
Administrador Cm Capital Markets Dtvm Ltda
Gestor Ggr Gestão De Recursos Ltda
Auditor Kpmg Auditores Independentes
Análise do Administrador
TAXAS DE ADMINISTRAÇÃO E PERFORMANCE
Taxa de Administração R$ 6,6 milhões/ano
Taxa de Performance R$ 0,00
Percentual sobre o PL do FII 0,86% a.a.
Custo Anual por Cota R$ 1,02
Estes foram os valores efetivamente recebidos pelo Administrador nos 4 últimos trimestres
CLASSIFICAÇÃO ANBIMA
mandato Desenvolvimento para Renda
segmento Logística
gestão Ativa

Análise do Administrador

A análise abaixo foi elaborada pelo Administrador do Fundo e publicada no último Informe Anual
RESULTADO DO FUNDO NO ÚLTIMO EXERCÍCIO

No exercicio encerrado em DO 3T18, o Fundo apresentou um resultado contábil de R$ 49.105 mil, no mesmo período houve uma distribuíção de rendimento aos cotistas de R$ 27.274 mil.

CONJUNTURA ECONÔMICA DO SEGMENTO DE ATUAÇÃO

A recuperação econômica foi aquém do esperado e os acontecimentos políticos foram os grandes destaques do ano, culminando na não aprovação da reforma da Previdência e na greve dos caminhoneiros.

Esse ambiente de instabilidade acabou tornando o cenário econômico de 2018 muito parecido com o observado em 2017. A economia evoluiu num ritmo muito mais lento do que o esperado, de forma que o PIB deve crescer em 2018 metade do previsto no início do ano.

Essa recuperação mais gradual levou a ociosidade a se manter em níveis historicamente elevados, o que permitiu que os ítens da inflação mais ligados ao ciclo econômico seguissem uma trajetória ainda mais benigna do que esperávamos.

A expectativa para o setor de imóveis logísticos e industriais é de recuperação.

Segundo a Cushman & Wakefield, empresa especializada em soluções e serviços imobiliários comerciais, não há mais viés de piora na absorção líquida, índice que considera a absorção bruta no período e as devoluções.

Com baixo volume de devoluções, o mercado se mantém crescendo em 2018. Segundo a Consultoria JLL, o volume de absorções nos três trimestres de 2018 foi 42% maior que no mesmo período em 2017. Com aproximadamente 80% das entregas, o estado de São Paulo foi o que recebeu maior parte do novo estoque neste trimestre com quase 124 mil m². Mesmo com o aumento das entregas a taxa de vacância continuou caindo e chegou a 22,7% no ano quebrando o ciclo de sete trimestres consecutivos onde o preço médio de locação caiu 7,5%. Em 3T18 o preço de locação subiu 0.6%; Absorção líquida: 307 mil m². Um baixo volume de devoluções registradas no trimestre fez com que a absorção líquida tivesse seu número mais alto em 2018, impulsionado pelos estados de São Paulo e Paraná, que somados são responsáveis por 210 mil m² absorvidos.

O volume de absorções nos três trimestres de 2018 foi 42% maior que o mesmo período em 2017. Desde o início do ano já foram contabilizados 1,5 milhão de m² em novas locações, superando em 440 mil m² o valor em mesmo período do ano anterior.

Este fator, aliado ao baixo volume de novas entregas e de devoluções resultou em uma queda acumulada da vacância em 2,28 p.p.

no ano.

Em 2018, Paraná se destaca como um dos principais estados no cenário de movimentações.

Com 89 mil m² de locações no trimestre e 179 mil m² acumulados no ano, o estado foi o terceiro com mais absorções, somente atrás de SP (747mil m²) e RJ (186 mil m²). Os segmentos de Transporte e logística com 73 mil m² (3T) e de Insumos para indústria com 36 mil m² (2T) foram os responsáveis pelas maiores transações.

PERSPECTIVA PARA O PERÍODO SEGUINTE

Não há expectativa de vacância nos imóveis pertencentes ao fundo, devendo os aluguéis recebidos se manter na mesma proporção.

Os fluxos de caixa então não devem apresentar variação significativa.

Patrimônio do FII GGRC11

ATIVO E PASSIVO
tipovalor
AtivoR$ 781,9 milhões
PassivoR$ 16,2 milhões
patrimônio LíquidoR$ 765,7 milhões
total mantido para liquidezR$ 168,9 milhões
PATRIMÔNIO INVESTIDO
subtipovalor
imóveis para aluguelR$ 610,0 milhões
Imóveis Para Aluguel
nome do imóvelufmapaablunidadesvacância1inadimplência2pesoreceita mensal
Cia Hering e Santa CruzGO78.851 m²20,00%0,0,0,0,00,00%0,0,0,0,014,37%R$ 828,8mil
CovolanSP85.613 m²10,00%00,00%013,10%R$ 755,6mil
AETHRAPR130.861 m²10,00%0,0,00,00%0,0,010,10%R$ 582,5mil
JEFERMG21.061 m²10,00%0,0,0,0,00,00%0,0,0,0,09,09%R$ 524,3mil
Camargo EmbalagensSP39.886 m²10,00%0,0,0,0,00,00%0,0,0,0,07,93%R$ 457,4mil
AMBEV PelotasRS41.300 m²10,00%0,0,0,0,00,00%0,0,0,0,07,29%R$ 420,5mil
Copobrás GuarulhosSP63.939 m²10,00%0,0,0,0,00,00%0,0,0,0,07,02%R$ 404,9mil
Copobrás João PessoaPB22.360 m²10,00%0,0,0,0,00,00%0,0,0,0,06,99%R$ 403,2mil
AMBEV ItajaíSC8.532 m²10,00%0,0,0,0,00,00%0,0,0,0,06,73%R$ 388,2mil
TODIMOMT52.187 m²10,00%0,0,0,0,00,00%0,0,0,0,06,58%R$ 379,5mil
Moinho IguaçuPR7.164 m²10,00%0,0,0,0,00,00%0,0,0,0,04,77%R$ 275,1mil
CepalgoGO27.958 m²10,00%0,0,0,0,00,00%0,0,0,0,04,60%R$ 265,3mil
NISSEIPR39.978 m²10,00%0,0,0,0,00,00%0,0,0,0,04,02%R$ 231,6mil
Moinho Iguaçu - CascavelPR5.680 m²10,00%0,0,0,0,00,00%0,0,0,0,03,05%R$ 175,9mil

Cotações e Mercado

$

Cotação Atual

Valor Data Variação 1 ano
R$ 132,85 23/Ago 4,94%
MENOR COT 12 MESES R$ 121,50 (05/Out/2018)
MAIOR COT 12 MESES R$ 146,60 (03/Jul/2019)
1,13 P/VP 1.804 Negócios/dia R$ 2,9Mi Volume/dia
R$ 0,00 Amort. 1 ano 12,62% Rentab. 1 ano

Rendimentos

Último Rendimento

Valor DY Data Base Data Pgmto
R$ 0,72 0,54% 01/Ago 08/Ago
R$ 10,12 Rend. Acum. 12 meses 7,50% DY 12 meses
R$ 0,84 Rend. médio 12 meses 0,62% DY Médio

Últimos Comunicados de GGRC11

Informe Mensal
15/Ago/2019
Informe Trimestral
15/Ago/2019
Relatorio Gerencial
08/Ago/2019
Fato Relevante
04/Jul/2019
Informe Anual
09/Jan/2019
Data Comunicado Exibir
15/Ago/2019 Informe Mensal
15/Ago/2019 Informe Trimestral
08/Ago/2019 Relatorio Gerencial
01/Ago/2019 Comunicado nao Fato Relevante
01/Ago/2019 Aviso aos Cotistas
04/Jul/2019 Fato Relevante
21/Mai/2019 Regulamento
16/Mai/2019 Instrumento Part. Alteracao Regulamento
12/Mar/2019 Perfil do Fundo
08/Mar/2019 Anuncio Encerramento Distribuicao de Cotas
21/Fev/2019 Aviso ao Mercado Distribuicao de Cotas
23/Jan/2019 Anuncio de Inicio de Distribuicao de Cotas
23/Jan/2019 Prospecto Distribuicao Cotas
09/Jan/2019 Informe Anual
13/Dez/2018 AGO/E - Ata da Assembleia
03/Dez/2018 AGO/E - Resumo das Deliberacoes
12/Nov/2018 Esclarecimentos de consulta B3 / CVM
31/Out/2018 AGO/E - Edital de Convocacao
24/Out/2018 Demonstracoes Financeiras

Comentários sobre GGRC11